Bebê de cinco meses é internada com intoxicação alimentar após comer papinha industrializada

papinha-estragada-3

Uma bebê de cinco meses de idade foi internada às pressas com intoxicação alimentar após ingerir uma pequena porção de uma papinha industrializada comprada por sua mãe em uma rede varejista britânica.

Michelle Brooks, de 22 anos, contou que sua filha Mia começou a vomitar duas horas depois de comer uma papinha de frutas e ela, desconfiada, decidiu investigar a embalagem do produto que, para sua surpresa, tinha validade de 2018. Mesmo assim, decidiu tirar todo o conteúdo do pote e viu que estava mofado. Desesperada, chamou a ambulância e foi com a filha para o hospital. A pequena precisou ficar em observação por uma semana.

A mãe explicou que estava tão ocupada com outras tarefas enquanto alimentava a filha que não percebeu que havia algo errado com a papinha: “Eu abri o pote e estava tudo normal, quando Mia deu a primeira colherada fez um careta, mas achei que fosse normal, porque ela sempre faz isso”, desabafa.

em: http://oglobo.globo.com/mundo/bebe-de-cinco-meses-internada-com-intoxicacao-alimentar-apos-comer-papinha-industrializada-20278683

 

OMS recomendou a criação do imposto do açúcar sobre refrigerantes e outras bebidas industrializadas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou a criação do imposto do açúcar sobre refrigerantes e outras bebidas industrializadas. A medida é uma forma de combater a cárie, o diabetes e, principalmente, a obesidade.

FONTE: TV Brasil

 

Lobby do Diabetes: Associação deve combater leis que aumentam impostos sobre bebidas adocicadas

acucar%20iii
A Unica, união das empresas da cadeia do açúcar e do álcool, vai tentar influenciar legisladores para evitar leis que aumentem impostos sobre bebidas adocicadas, diz Elizabeth Farina, presidente da associação.
O plano é fazer “uma ação sobre agentes públicos e parlamentares para mostrar que [taxar] terá impacto negativo do ponto de vista econômico e não vai almejar os benefícios desejados”.
Um estudo da Universidade de Berkley mostra que a cidade passou a cobrar tributos sobre bebidas adocicadas, e o consumo caiu 21%. Haverá um movimento, diz Farina: “Muitos municípios e países vão adotar taxação”.
Fonte: Folha de São Paulo
Que desserviço para saúde pública, não? Por que a Unica não luta para reduzir imposto do etanol ? A população brasileira está engordando e ficando diabética e esses caras falam publicamente que vão influenciar ( $$ ??) os parlamentares para manter a situação…

O consumo de carne e a resistência humana aos antibióticos

A resistência aos antibióticos pode tornar-se no principal problema de saúde pública a nível mundial.

Há especialistas que falam em mais de 10 milhões de mortes até 2050.

A administração exagerada destes medicamentos e a transmissão de bactérias multirresistentes na carne que ingerimos estão na raiz do problema.

Como é que os criadores de animais podem ajudar a travar este fenômeno?

Fonte: Euronews.