Anvisa quer banir o herbicida Paraquat

1445446507529

O Paraquat é um dos herbicidas mais usados no mundo para o controle de uma ampla variedade de plantas daninhas em lavouras, inclusive cereais, sementes oleaginosas, frutas e legumes, que crescem em todos os climas. O principal fabricante do Paraquat é a Syngenta que desenvolveu esse ingrediente ativo no início da década de 1960.

Em 2008, oito herbicidas começaram a ser revisados para o uso no campo. A partir dessa reavaliação, o uso do Paraquat deve ser proibido no Brasil. Segundo relatório da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o uso dessa substância causa Mal de Parkinson.

O pesquisador da Embrapa Soja, Fernando Adegas, diz que a possível proibição do agroquímico preocupa o setor. Segundo ele, o uso do produto é muito importante para a produção de grãos. O uso de mais de um herbicida para substituir o Paraquat deve aumentar o custo para os produtores.

– Provavelmente o uso de mais solução tornaria mais caro o custo de produção, além de tornar mais difícil ajustar o controle de herbicidas. Afirmou Fernando Adegas.

O relator da reavaliação toxicológica do produto, Renato Porto, afirma que o produto possui alta toxidade aguda oral e importante toxidade dérmica e a exposição ao agroquímico leva ao aparecimento de fibrose pulmonar irreversível e fatal. O parecer também alerta para o desenvolvimento de mutações de genes e cromossomos.

 

Fonte: Canal Rural

Anúncios

Publicado em 25 de outubro de 2015, em Agrotóxicos, Legislação e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: