A microbiologia nossa de cada dia

foto

 

Em geral as pessoas imaginam que todos ou quase todos os micróbios são prejudiciais ao ser humano, portanto, se pudéssemos eliminar todos, nós teríamos uma grande vitória.

Crasso engano.

Atualmente sabemos que menos de 2% dos micróbios podem causar doenças.

Na verdade a nossa sobrevivência depende de uma variedade de micróbios bem superior àqueles 2% causadores de doenças.

O vocábulo ‘micro’ é de origem grega, ‘mikrós’, que quer dizer pequeno, fraco, curto.

De fato o tamanho médio da maioria dos micróbios é de 1 mícron, ou seja, a milésima parte do milímetro.

Um pingo na letra ‘ i ’ tem o tamanho de aproximadamente 500 bactérias enfileiradas.

Na verdade, a microbiologia está relacionada com as questões básicas de cidadania, o que envolve os hábitos de higiene no nosso cotidiano, o problema ambiental, a maternidade, a faxina, a alimentação e o vestuário.

Você vai se surpreender de saber que o corpo humano é constituído de cem trilhões de células, mas possui dez vezes mais bactérias dentro de si, ou seja, um quaquilhão.

É isso mesmo, nós também somos constituídos de bactérias!

Quando lavamos e preservamos os alimentos, limpamos o banheiro, escovamos dentes, acondicionamos lixo doméstico, e até quando preparamos um iogurte ou tomamos um vinho, com certeza, estamos envolvidos com a microbiologia, mesmo que não sejamos conscientes das implicações biológicas envolvidas.

Além das bactérias, muitos fungos, vírus e protozoários também são microrganismos.

Como a matéria existente em nosso planeta é cíclica, a atuação decompositora de fungos e bactérias é imprescindível para que as substâncias inorgânicas e os elementos químicos constitutivos da matéria sejam reutilizados nas constantes transformações biológicas que nunca cessam na natureza.

É evidente que os materiais plásticos e outros polissintéticos, por serem de difícil bidegradação, bloqueiam o ritmo natural do ciclo da matéria e, consequentemente, interferem deleteriamente no equilíbrio ecológico orquestrado pelos agentes microscópicos a serviço da Mãe Natureza.

Tenham em mente que o ser humano tem a idade de 2 milhões de anos na história da Terra, mas alguns microrganismos estão na Terra há mais de 3 bilhões de anos, logo após o surgimento de moléculas de ácido ribonucleico que atuavam como catalisadores, o chamado RNA pré-biótico, o precursor das primeiras formas de vida que se apresentaram na Terra.

Apesar dos grandes avanços nas pesquisas sobre microbiologia, temos que dizer que, aproximadamente, 20 milhões de seres humanos morrem anualmente devido a doenças infecciosas, dos quais 14 milhões são mortes de crianças com menos de cinco anos de idade por sarampo, coqueluche, diarreia e pneumonia.

Para algumas delas existem vacinas.

Podemos citar alguns fatores que estão na contramão da erradicação:

1) Falhas nos sistemas governamentais preventivos e no atendimento e educação em saúde da população.

2) Usos indiscriminados ou exagerados de antibióticos estão contribuindo para o surgimento de linhagens de bactérias resistentes à maioria dos antibióticos em uso.

3) Doenças emergentes que passaram a ter importância no cenário humano em decorrência de mudanças ambientais e nas condições de vida humana.

4) Imigração, comércio e viagens internacionais respondem pela penetração de linhagens novas ou recorrentes de micróbios patogênicos.

Anúncios

Publicado em 3 de junho de 2015, em Food Safety. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: