Bactéria E. coli provoca a morte de duas crianças nos Estados Unidos

e-coliA bactéria Escherichia coli provocou a morte de duas crianças no noroeste dos Estados Unidos. Uma terceira criança da mesma região está em estado grave.

Pesquisadores dizem que ainda não é possível descobrir a origem específica das cepas fatais que atingiram os pacientes.

A bactéria pode provocar febre, diarreia, infecção urinária, entre outros problemas de saúde.

O médico Paul Cieslak, diretor da seção de doenças transmissíveis da Autoridade de Saúde de Oregon, disse, nesta quinta-feira (11), que eles precisam de pelo menos o dobro de casos para conseguir identificar a fonte, que pode estar na comida, na água do lago ou no contato com animais.

Parentes contam que a garota de 4 anos Serena Profitt, da cidade de Otis, no estado de Oregon, e o garoto de 5 anos Brad Sutton ficaram doentes depois de uma reunião de família no condado de Lincoln, no litoral de Oregon. Serena foi declarada morta nesta segunda-feira em um hospital de Portland. Brad está em estado grave no Hospital Infantil Mary Bridge em Tacoma, no estado de Washington.

O médico Greg Stern, agente de saúde do condado de Whatcom, no estado de Whashington, disse que esses casos não estão relacionados com o caso da menina Brooklyn Hoksbergen, da cidade de Lyden, no noroeste do estado de Washington. Ela também foi infectada pela bactéria e morreu há uma semana em um hospital de Seattle.

Stern e Cieslak dizem que as famílias das vítimas foram entrevistadas e uma grande variedade de potenciais fontes da E. coli foram identificadas, mas nenhuma fonte específica foi determinada. A bactéria pode ficar encubada por 10 dias no organismo da vítima antes de provocar sintomas, o que faz com que uma grande variedade de fontes seja considerada. A identificação só é possível quando se comparam as fontes comuns entre vários pacientes.

De acordo com os médicos, todas as três crianças foram infectadas com uma cepa possívelmente fatal de E. coli.

Os especialistas ainda aguardam testes de DNA da bactéria, que permitirá comparar a cepa com a base de dados dos Centros para Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC). Se as três cepas forem as mesmas, ou se combinarem com outras cepas na base de dados, isso poderá ajudar a rastrear a fonte da contaminação.

Crianças pequenas e idosos estão em maior risco de morrer pela bactéria E. coli. O médico Cieslak diz que o estado de Oregon teve 21 casos fatais de E. coli desde 1992, dos quais 7 foram crianças de menos de 5 anos e 10 foram de idosos com mais de 70 anos.

fonte: G1

em: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2014/09/bacteria-e-coli-provoca-morte-de-duas-criancas-nos-estados-unidos.html

Anúncios

Publicado em 13 de setembro de 2014, em Food Safety, Microbiologia e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: