Mapa divulga marcas de vinho com suspeita de adição de antibiótico

501002_1399084239860

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou nesta sexta-feira (2) as empresas e marcas de vinho investigados por suspeita de adulteração com antibióticos no Rio Grande do Sul. A lista inclui rótulos fabricados por 13 vinícolas do estado.

De acordo com o chefe do serviço de inspeção vegetal do Mapa no estado, José Fernando Werlang, exames constataram a presença da substância natamicina, antifúngico que prolonga a conservação do vinho. O uso da substância como conservante é proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Todos os lotes já foram recolhidos do mercado. As amostras foram coletadas no ano passado em 53 indústrias pelo Serviço de Inspeção de produtos de Origem Vegetal (Sipov). Segundo Werlang, a natamicina era utilizada por ser um produto barato e eficiente para matar germes e bactérias, mas que pode gerar resistência a outros remédios se ingerida com frequência. O Mapa alertou que as empresas foram autuadas e poderão ser fechadas se reincidirem na adulteração.

Para o diretor do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Carlos Paviani, a fraude prejudica a imagem do vinho gaúcho no mercado. “Esperamos que o problema seja detectado o mais breve possível e que as empresas que estão atuando irregularmente sejam autuadas e pelo ministério e cessem imediatamente para não acarretar uma imagem ruim para todo o setor vitivinícola”, afirmou.

Os vinhos que tiveram lotes recolhidos são os das marcas Casa Gilioli, Casa Gilioli Seleção, Casa Motter, Bela Itália, Del Tchodo, Bortolini, Quinta Estação, Cave Titton, Bampi, Forqueta, Muraro, Adega Forqueta, Don Victor Emanuel, Santini, Capelleti, Santa Teresa de Calcuta, Santa Teresa de Ávila, San Francisco, Don Silvestri, Del Prado PIO XII.

O que dizem as empresas
A VT Vinhos LTDA declarou a empresa foi surpreendida com a divulgação do Ministério. De acordo com a empresa, a análise é antiga e não há motivo para preocupar a população, já que os produtos não teriam ido para o mercado. A empresa pretende  se posicionar oficialmente na segunda-feira (5), mas adianta que sua estrutura está disponível para análise dos técnicos.

A Cooperativa Victor Emanuel LTDA nega que seus produtos tenham qualquer tipo de antibiótico e que não possui vinhos em estoque com problemas.

O representante da Santini Indústria Vinícola LTDA afirmou que a empresa ainda está analisando os dados do ministério para poder se manifestar de forma mais precisa.

Segundo a representante da Vinícola Capeletti, a divulgação do Mapa é inconclusiva e não há provas de que produtos ilegais tenham sido utilizados nos vinhos produzidos.

A Vinhos Bampi LTDA afirmou que não pretende se manifestar sobre o assunto.

G1 entrou em com a Cooperativa Vitivinícola Forqueta, Vinícola Gilioli, Indústria e Comércio de Bebidas Del Colono LTDA, I.A. Sandi e Adega Silvestri, mas os representantes das empresas não foram localizados pelos funcionários.

A Vinícola Casa Motter foi contatata, mas ainda não se manifestou sobre o caso.

Já os responsáveis pela Indústria Vinícola São Luiz LTDA e pela Indústria e Comércio de Bebidas CMS LTDA ainda não foram localizados.

Confira a lista de empresas, marcas e lotes 
Vinícola Gilioli LTDA
– vinho tinho de mesa suave bordo (Casa Gilioli) – Lote 27/05/13 e 26/06/13
– vinho branco de mesa suave (Casa Gilioli) – Lote 09/06/13
– vinho tinto de mesa suave (Casa Gilioli Seleção) – Lote 25/07/13
– vinho branco de mesa suave (Casa Gilioli Seleção) – Lote 23/07/13

Vinícola Casa Motter
– vinho rosado de mesa suave (Casa Motter) – Lote 005

Indústria e Comércio de Bebidas Del Colono LTDA
– vinho tinto de mesa suave (Bela Itália) – Lote 01
– vinho branco de mesa suave (Bela Itália) – Lote 10
– vinho branco de mesa suave (Del Tchodo) – Lote 03

Indústria Vinícola São Luiz LTDA
– vinho tinto de mesa suave (Bortolini) – Lote 02/11

VT Vinhos LTDA
– vinho tinho de mesa suave (Quinta Estação) – Lote 01/2013
– vinho branco de mesa (Cave Titton) – Lote 01/2013
– vinho tinto de mesa suave (Cave Titton) – Lote 01/2013

Vinhos Bampi LTDA
– vinho tinto de mesa suave (Bampi) – Lote 002

Cooperativa Vitivinícola Forqueta
– vinho branco de mesa suave (Forqueta) – 04
–  vinho tinto de mesa suave (Muraro) – Lote 002
– vinho rosado de mesa suave (Forqueta) – Lote 05
– vinho tinto de mesa suave (Adega Forqueta) – Lote 149

Cooperativa Vinícola Victor Emanuel LTDA
– vinho tinto de mesa suave (Don Victor Emanuel) – Lote 05
– vinho branco de mesa suave (Don Victor Emanuel) – Lote 02

Santini Indústria Vinícola LTDA
– vinho tinto de mesa suave (Santini) – Lote 008/13

Vinícola CapellettiLTDA
– vinho tinto de mesa suave (Capelleti) – sem lote

I.A. Sandi
– vinho tinto de mesa suave (Santa Teresa de Calcutá) – Lote 003
– vinho tinto de mesa suave (Santa Teresa de Ávila) – sem lote
– vinho tinto de mesa suave (San Francisco) – Lote 01/10
– vinho branco de mesa suave (San Francisco) – sem lote

Adega SilvestriLTDA
– vinho tinto de mesa suave (Don Silvestri) – Lote 05
– vinho branco de mesa suave (Don Silvestri) – Lote 03

Indústria e Comércio de Bebidas CMS LTDA
– vinho tinto de mesa suave (Del Prado) –  Lote 04 e 26
– vinho branco de mesa suave (Del Prado) – Lote 01
– coquetel de vinho rosado (PIO XII) – Lote 01/02/03/04

 

fonte: G1

em:http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2014/05/mapa-divulga-lista-de-vinhos-investigados-por-fraude-no-rs.html

Anúncios

Publicado em 3 de maio de 2014, em Contaminantes, Food Safety, Legislação e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: