Intoxicação alimentar: verão inspira cuidados

food%20poisoning_v_Variation_1

Com a chegada das férias e da estação mais quente do ano, aumenta o consumo dos alimentos facilmente encontrados em ambientes como a praia: milho verde, churros, espetinhos, sanduíches prontos, porção de camarão, entre muitos outros petiscos.

A incidência de intoxicações costuma aumentar durante os meses mais quentes.

“Essa ocorrência está ligada à temperatura, mais alta nesse período, favorecendo a proliferação de microorganismos nocivos à saúde. Nessa época, temos que ter mais cuidado com o que comemos e onde comemos”, alerta o coordenador do Centro de Emergências em Saúde Pública da Secretaria de Estado de Saúde do Espírito Santo, Gilton Almada.

Apesar de serem práticos e saborosos, é fundamental ficar atentos a alguns cuidados para que uma possível intoxicação alimentar não estrague uma parte das suas férias.

800px-Salami_sandwich

Segundo a nutricionista Ana Carolina Marçal, a maior parte dos casos de intoxicação alimentar se deve à contaminação por bactérias, atribuída muitas vezes a falta de higiene do manipulador, do local e falhas no transporte, armazenamento e preparo dos alimentos.

“As bactérias adoram umidade, sujeira, água e temperatura ambiente de 20 a 45ºC e, em geral, detestam temperaturas inferiores a 10ºC (geladeira/freezer) ou superiores a 65ºC (cozimento dos alimentos).

Por isso, a dica principal para quem não quer este tipo de problemas é saber armazenar e preparar corretamente os alimentos”, comenta a nutricionista.

“Tenha cuidado com carnes, peixes, frutos do mar e aves, pois os alimentos de origem animal são os mais sujeitos a contaminações.

Quanto maior o manuseio durante o processamento, na fase de armazenagem ou ainda no preparo, maiores as chances de proliferação de bactérias”, recomenda Ana Carolina.

Segundo informações do Ministério da saúde, há um registro médio de 665 surtos por ano no Brasil, com 13 mil doentes.

Por isso, para evitar estes problemas, a especialista dá algumas dicas.

A prevenção é sempre mais importante.

No verão, beba muita água, sucos naturais e água de coco para estar sempre hidratado;

  • Mantenha os alimentos e bebidas bem refrigerados e fique sempre de olho nos prazos de validade. Mantenha os alimentos crus longe dos cozidos;
  • Evite refeições e lanches prontos há mais de duas horas;
  • Não consuma alimentos com alteração de cheiro cor e sabor;
  • Não ingira alimentos em embalagens danificadas.

“São pequenos cuidados que certamente vão fazer toda a diferença nas suas férias”, complementa Ana Carolina Marçal, que coordena o programa Viva Melhor da Risa Restaurantes empresariais.

 

Sintomas e tratamentos
Os principais sintomas da intoxicação alimentar são:

  • Cólicas abdominais
  • Diarreia (pode conter sangue)
  • Febre e calafrios
  • Dor de cabeça
  • Náusea e vômito
  • Fraqueza (pode ser grave e levar a uma parada respiratória, com no caso do botulismo)

Marque uma consulta com seu médico se você tiver:

  • Sangue ou pus nas fezes
  • Fezes escurecidas
  • Dor no estômago que não cessa após a evacuação
  • Sintomas de desidratação (sede, tontura, vertigem)
  • Diarreia com febre acima de 39 °C (38 °C em crianças)
  • Viajado recentemente para um país estrangeiro e tido diarreia

Também procure seu médico se:

  • A diarreia piorar ou não melhorar em 2 dias no caso de crianças ou 5 dias no caso de adultos
  • Uma criança com mais de 3 meses tiver vomitado por mais de 12 horas, no caso de bebês menores, procure assim que o vômito ou a diarreia tiverem iniciado

Vá para o pronto-socorro ou ligue para o número de emergência local (como o 192) se:

  • Suas fezes apresentarem sangramento excessivo ou estão avermelhadas ou enegrecidas
  • Você acreditar que pode ter se intoxicado por cogumelos, peixes ou botulismo
  • Você apresentar taquicardia, palpitação ou batimentos irregulares

 

Fonte: Consumidor Moderno

em: http://consumidormoderno.uol.com.br/consumo/intoxicac-o-aprenda-a-prevenir-e-tratar

 

Anúncios

Publicado em 25 de fevereiro de 2014, em Food Safety, Microbiologia e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: